Ecad afirma que errou ao cobrar blogueiros

Na primeira semana de março dois blogueiros foram surpreendidos com e-mails do ECAD  (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), cobrando por postagens de vídeos do Youtube em seus blogs. A alegação do Escritório era que o Youtube paga uma taxa mensal por transmissão de vídeos contendo músicas no seu site e os blogs teriam que pagar como retransmissores, o que acontece com a TV por exemplo.  O caso chegou a ficar por dias no TT’s Brasil e virou até Tumblr.

Porém, a Superintendente Executiva do ECAD, Glória Braga, em entrevista ao O Globo, confirmou a errônea interpretação do Escritório quanto a cobrança, leia a entrevista na intrega aqui.  Segundo o Google a incorporação de vídeos em outros site já estava prevista no acordo com o ECAD e não deveria ser alvo de novas cobranças.

Um início de ano conturbado para a internet, SOPA, PIPA e Lei Azeredo, se você se interessa por direito na internet e regulamentações o COMDPI oferece em seus 3 cursos a matéria Direito Online.

+ infos: http://www.comdpi.com.br/cursos/

 

Fontes: O Globo e Comunique-se